Engenharia: como as mulheres estão ganhando espaço nesse curso

12
views

Se você é mulher e escolheu o curso de Engenharia, certamente deve ter percebido que o universo masculino domina a área em quantidade, certo?

O próprio Censo da Educação Superior 2016 mostra isso em números. Enquanto as matrículas dos homens atingem a marca de 734.932, as de mulheres chegam a 291.463.

Mas, a realidade também mostra que o sexo feminino vem apresentando muito interesse por essa área ao longo dos anos. Em 2014, por exemplo, foram 268.861 matrículas de mulheres nos cursos de Engenharia. Isso evidencia o crescimento do qual estamos falando.

Mulheres no ITA

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) passou a aceitar mulheres em seu vestibular de 1995. Patricia Rodrigues Scheel foi uma das quatro aprovadas nesse processo seletivo e uma das duas mulheres que fizeram a matrícula. “Eu me formei em 2000 e entrei no ITA na primeira turma em 1996. Era uma situação bem peculiar e foi preciso uma enorme adaptação da escola para receber as alunas”, conta Patricia, que hoje é gerente geral de fusões e aquisições na Vale.

“Em relação aos alunos, não acho que houve dificuldades. A minha experiência no campus foi ótima, e tenho muito orgulho de ter rompido esta barreira em uma instituição tão importante quanto o ITA”, completa.

A Engenharia para as mulheres

Sobre a área ser predominantemente masculina, a pioneira nesse assunto ainda lembra: “Acho que ainda deve haver resistência em alguns ambientes de trabalho, mas a tendência é de que as novas gerações não enxerguem diferença alguma. A começar pelas mulheres, temos que achar super normal qualquer nova área ou função em que desejamos atuar. É o primeiro passo para mudar a percepção dos outros”, conclui Patricia.

O interesse pela Engenharia em números

No vestibular do ITA, por exemplo, é possível perceber que o número de mulheres disputando uma vaga no Instituto é significativo. De acordo com as estatísticas, no vestibular de 2017, elas representavam 25,3% do total de inscritos.

Nos últimos dados divulgados pelo Instituto, o universo feminino era representado por:

  • 46 servidoras,
  • 16 professoras,
  • 118 alunas pós-graduação (sendo 76 de mestrado e 42 de doutorado) do ITA.

Como está a situação nos dias de hoje

Para Amanda Barreiros Gomes, aluna do 4º ano de Engenharia Eletrônica do ITA, a instituição incentiva as mulheres a seguirem carreira na área de ciência e tecnologia com vários programas. “Acredito que a questão do preconceito em relação a seguir essa área de Engenharia tenha diminuído bastante conforme o passar dos anos. Hoje em dia, muitos homens também ajudam nessa conscientização maior sobre isso. Há até um departamento cultural no ITA que trabalha muito bem essa questão de respeito às mulheres”, destaca a estudante.

Cursos de Engenharia oferecidos pelo ITA

Engenharia Aeronáutica
Engenharia Eletrônica
Engenharia Mecânica-Aeronáutica
Engenharia Civil Aeronáutica
Engenharia de Computação
Engenharia Aeroespacial