Com pai preso e mãe desempregada, menino é detido após furtar fichário para estudar; saiba como ajudar

2104
views
[Imagem: Farley Rocha/Patos Hoje]

O caso

Na tarde da última terça (12), um estudante de 14 anos foi detido após furtar um fichário escolar em uma papelaria na cidade de Patos de Minas (MG). Os policiais encontraram o garoto escrevendo no material, que custa R$ 8. Ele escreveu em três das 96 folhas.

O estudante alegou aos policiais que precisava do fichário para estudar e que sua mãe está desempregada e o seu pai está preso. Na delegacia, os policiais orientaram o garoto a não cometer delitos. A mãe dele, de 34 anos, foi chamada ao local. O jovem se desculpou e devolveu todo o material furtado, incluindo as folhas já utilizadas.

Como ajudar

O BHAZ procurou a diretoria da Escola Estadual Marcolino de Barros, o Conselho Tutelar da cidade, a família do adolescente e a Polícia Militar. Mas, até a publicação desta reportagem, a iniciativa mais organizada para receber as doações é de uma jovem de 26 anos, moradora de Patos de Minas.

“Quando a gente vê uma pessoa que tenta de tudo para continuar na escola, é algo que mexe. Não apoiamos, lógico, o que ele fez, mas por qual motivo fez. Ele errou, mas várias pessoas se sensibilizaram querendo ajudar, eu procurei a família dele e organizei algumas formas de receber as doações”, explica ao BHAZ a engenheira civil Jênniffer Magalhães.

“Não vamos mexer com dinheiro, mas material escolar e de higiene. O primeiro objetivo é repassar à família do adolescente, mas, como as escolas de Patos estão precárias, vamos distribuir para colégios e bairros em situação de vulnerabilidade social”, afirma em seguida.


“A PRECARIEDADE DAS ESCOLAS DÁ DOR NO CORAÇÃO. NÃO TEM O BÁSICO.”



“A precariedade das escolas dá dor no coração. Não tem o básico”, complementa. São aceitos materiais escolares novos ou usados em bom estado de conservação, e de higiene pessoal, como desodorante, escova e pasta de dente, sabonete.

Para os moradores de Patos de Minas, o ponto de recebimentos de doações será o Império das Capas (Praça Desembargador Frederico, 34, Centro), cujo espaço foi disponibilizado pela proprietária na sexta-feira e sábado, das 8h às 19h. No domingo pela manhã, o material arrecadado será distribuído no bairro da família do adolescente. “Quem quiser participar também está convidado”, reforça Jênniffer.

Para quem mora longe da cidade, a solução encontrada pelo grupo é comprar material escolar em uma lista de papelarias (veja abaixo), com as quais os organizadores do movimento entrarão em contato amanhã, já que o mutirão ocorreu após o horário comercial. “Vamos buscar todo o material e distribuir por escolas e bairros de Patos”, compromete-se. Quem quiser mais informações, um grupo no WhatsApp foi criado: clique aqui para ingressá-lo.

Confira:

Ponto de doações: Império das capas (Praça Desembargador Frederico, 34) 👏🏼👏🏼👏🏼
Doações devem ser feitas até sexta dia 15/02 – Das 08:00 às 19:00.
Doações arrecadadas para serem entregues no Pizzolato no domingo 17/02 pela manhã.
📙📘📕🖌🖍✏📝📏📐🖇
De preferência materiais escolares novos ou usados em bom estado de conservação.
Itens de higiene pessoal como desodorante, escova e pasta de dente, sabonete. São importantes para as crianças irem limpinhas e cheirosas para escola.🚿
Caso queiram conhecer a família o endereço é: Endereço da mãe é Av. A, 750 B. Pizzolato.

Lista das papelarias:

* A lista será atualizada assim que novos endereços forem divulgados

Papelaria Principal (rua Olegário Maciel, 211 – Centro, Patos de Minas – (34) 3821-2160)
Cresa Papelaria (rua Maj. Gote, 903 – Cônego Getúlio, Patos de Minas – (34) 3823-1235)
Eduardo Papelaria (rua Mata dos Fernandes – Vila Garcia, Patos de Minas – (34) 3825-1015)
Papelaria Alvorada (rua dos Caetés, 826 – Alvorada, Patos de Minas – (34) 3814-2003)

FONTE: BHAZ